quinta-feira, 21 de abril de 2011

Bullying: falta muito pra conscientização

Tem se falado muito sobre bullying nos últimos tempos.Porém,falar não é resolver.É triste,mas necessário dizer que ainda não levam o bullying a sério.

O bullying acontece em ambientes estudantis,e caracteriza-se pela perseguição aos alunos.Sendo com agressões físicas e/ou psicológicas,esse é um assunto muito grave.Contudo,ainda vemos pessoas brincando que "agora tudo de ruim que acontece põem a culpa no bullying".Não percebem que,sim,o bullying é fator presente e importantíssimo para traumas que levam a profundas depressões,transtornos,vícios e crimes.

Lidamos aqui com dois problemas que a sociedade não se importa tanto quanto deveria;dois problemas que se tornam um:educação e bullying.Não estou dizendo que com uma excelente educação o segundo desapareceria,mas estamos fracassando nos dois.Professores que se tornam bullies(agressores),escola que não percebe o problema de seus alunos,ou que até percebem,porém ignoram."Ah,é coisa de criança".A "coisa de criança" de agora,pode tornar-se tragédia no futuro.

Você que sofre bullying,conte para o maior número possível de pessoas,principalmente as que são próximas a você,e as mais velhas.Isso ajudará a abrir os olhos da população.Você que assiste ou presume o sofrimento de alguém,não hesite em demonstrar seu apoio,por atos e/ou palavras.Você que agride alguém,por favor,simplesmente pare.Você irá se arrepender desses seus atos no futuro.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Aniversário de assassinato de Martin Luther King

Ontem,dia 4 de Abril,fizeram 43 anos que o ganhador do prêmio Nobel da paz (1964),Martin Luther King, foi assassinado momentos antes de uma marcha.
Martin Luther King Jr. foi um pastor do protestantismo que liderou a campanha de não-violência,amor ao próximo,e principalmente o fim do racismo,e a busca pelos direitos dos negros numa sociedade extremamente separatista.
Foi em março de 1963 que ele deu seu famoso discurso: "Eu tenho um sonho". Graças a esse sonho,muitas barreiras foram quebradas,muitas mentes foram abertas.
A todos os pardos,brancos,amarelos,indígenas e o que mais tiver:juntos somos um.
A todos os negros: juntos somos um.Nunca tenham auto-preconceito.
Que esse sonho nunca acabe,e que a lembrança que houve um homem que lutou com todas as suas forças pela tolerância possa nos ajudar a mudar o mundo um dia de cada vez.