quinta-feira, 5 de maio de 2011

Numa aula de sociologia…


O professor pergunta: Há amor romântico na sociedade pós-moderna? E eu escrevo:
A hipocrisia é algo muito presente no mundo, e nem o amor escapa dessa situação. O que muitos chamam de amor, na verdade é exacerbação. Por causa disso, muitas pessoas desacreditam no amor, ainda mais num romântico.
Mas eu permaneço afirmando que ,sim, existe amor. E romântico. Porque, afinal, nem todo amor tem romantismo. Há aqueles amores mais reservados, realistas. E ainda tem os românticos que na verdade nem amam. Porém há os verdadeiros românticos. Não digo “melação”. Digo carinho,  demonstração de amor. Cartas enamoradas. Beijos na testa, na mão.
Amar romanticamente é amar com uma visão poética, romanceada. Pode parecer que esse amor está extinto, mas ele só está mais raro, escondido. E não são todas as pessoas que tem coragem de assumir seu romantismo nessa sociedade egoísta e fria que tantas vezes presenciamos.
Com um olhar atento, vamos perceber que há casais que honram o romantismo, e outros que ainda buscam alguém pra compartilhar esse amor guardado no mais íntimo do seu ser.
                                     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário! Volte sempre :)