sábado, 22 de junho de 2013

Contos de música: Wedding Bells

Para acompanhar a leitura

O telefone ainda pendia para fora do gancho. A voz dela ainda reverberava em sua mente.

“Oi, sou eu.”

Na mão uma dose de tequila, os olhos no calendário.

“Será em Junho. Tem gente achando que é muito cedo, mas eu o amo tanto, de verdade.”

Ele estava atordoado, sabendo que não era efeito da bebida. Era ela. A droga era ela.

Ele já havia pedido tanto, implorado que ela ficasse. Ficasse com ele. Mas seus caminhos nunca se encontraram. Duas estradas ansiando por caminharem juntas, apesar dos seus destinos diferentes.

Conhecê-lo…Ele não conseguia acreditar que ela havia dito isso. Ela queria que eles se conhecessem. O primeiro e o (esperado para ser) último amor.

Raiva. Por que não disse a ela tudo isso? Por que fingiu estar feliz, quando na verdade sentiu como se houvesse uma bala passando por seu peito. O último suspiro de um amante.

Aquele sonho era dele. Os dois numa casa com uma cerca branca e um jardim de rosas. Uma vez já havia até imaginado como seria seu discurso.

“Eu amo a mulher que você aparenta ser para os outros, a que você verdadeiramente é, e a que só eu consigo ver.”

Mais uma dose de tequila. Mais uma olhada no calendário.

Junho. “Como ela pôde? Aquele era o nosso mês.”

Porém, a verdade o atingiu. Não havia mais “nós”. Havia, somente, memórias; uma história. Nada presente. Só a dor.

Ele levanta-se e liga a televisão. Enquanto procura o controle remoto, lembra qual era o tema do filme que estava passando antes que ele desligasse e fosse atender o telefone. Tentou mudar logo de canal, mas tarde demais. Aquele som já havia começado, queimando aquele estúpido fio remanescente de esperança; sua marcha fúnebre.

Sinos de casamento.

_________________________________________________________

Enfim, eu, muitas vezes, ouço uma música e fico imaginando uma história. Impulsionada por minhas aulas de Teoria da Literatura na faculdade, eu decidi escrever um conto sobre Wedding Bells, uma das minhas músicas favoritas no momento. Depois do show dos Jonas Brothers agora em Março, em São Paulo, essa música não saía da minha cabeça, me impressionou muito mesmo, e a história veio, escrevi e tomei coragem de postar.

Wedding Bells deu a linha principal do conto, mas vocês que são fãs de Jonas Brothers ou simplesmente conhecem mais músicas deles, talvez tenham percebido que há trechos inspirados em Stay e Vesper’s Goodbye, do Nick Jonas & The Administration, e Just Friends, propriamente dos Jonas Brothers.

E já que foi no show que tudo atingiu um ápice, tá aí um vídeo do dia, da Laris Mehlich:


PS: Sei que não é nada genial,  tenho consciência que sou mais que uma novata, mas achei que fosse legal postar (:

Por favor, não use meu conto indevidamente. Entre em contato comigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário! Volte sempre :)