domingo, 22 de setembro de 2013

Sobre a festa que eu não quero (posso) perder mais uma vez

A festa será só daqui a 3 anos, mas os preparativos já começaram; pelo Anfitrião e pelos convidados. Ele está feliz pelo sucesso de sua última festa, e quer que a próxima seja ainda melhor.

(Se você está com saudades dele, saiba que ele é um anfitrião diferente: ele nunca se ausenta)

Há muita gente nervosa em não conseguir chegar à festa. Entretanto, como será a festa do ano, eles estão fazendo de tudo para ir.

Ir e, junto com seus companheiros de viagem, reencontrar os amigos feitos na última festa e fazer mais. Porque essa é uma certeza: novos amigos serão feitos.

E o que é festa sem música e dança? Sim, haverá muito disso. Eles vão festejar do jeito que sabem, e aprenderão outras formas também. Ah...Quanto aprendizado essa festa traz...

Serão dias (isso mesmo, festa boa demora para acabar) onde não dormirão como costumam, dormirão tarde para acordar cedo, terão uma experiência singular com o anfitrião e com eles mesmos.

No fim, ninguém vai querer voltar. Quem quer sair de uma festa perfeita? Porém, essa é uma das belezas da festa: ela te anima a seguir em frente, festejando de outras maneiras, continuando a encontrar-se com o Anfitrião e levando-no a todo lugar que for.

Chegarão cansados (bota cansados nisso), mas renovados. Ansiosos pela próxima festa, e determinados a não deixar esse espírito esvair-se.

Porque, afinal, festa boa mesmo é aquela que muda sua vida.











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário! Volte sempre :)